Relações Internacionais (39)

De las ruinas de la revolución, y desde sectores eclesiásticos, una vez más se trata de resucitar los supuestos logros del sistema comunista cubano, como si de un árbol intrínseca y satánicamente malo, pudiesen brotar frutos buenos.

Historicamente, os Estados Nacionais, promoveram acordos internacionais que finalizaram em importantes tratados, tais como a Paz de Westphalia (1648), o Tratado de Utrecht (1713), o Congresso de Viena (1815), a Liga das Nações (1919) e,finalmente a Organização das Nações Unidas - ONU (1945). A ONU, tal como as organizações citadas, foram criadas como uma maneira de oferecer estabilidade e paz.

O conflito da Ossétia do Sul em efervescência desde março último, está no foco da manutenção de uma forma de estabilidade controlada norteando as relações russo-georgianas desde o acordo firmado em 24 de junho de 1992.

A todo momento, enquanto historiadores sentimos a necessidade, dada pela própria complexidade da realidade na qual estamos integrados, de dilatarmos os nosso horizontes teóricos, de ampliarmos as fontes de investigação, para atingirmos uma maior proximidade com a essência das motivações e mecanismo que justificam a dinâmica social e as formas de percepção e expressão dos seus agentes.

Embora Caracas tenha se tornado um problema contínuo para Washington à época da administração Bush, o significado do desafio venezuelano permanece um interrogante.  Definir o que o presidente Hugo Chavez pretende, enquanto está em construção o que se denomina “revolução bolivariana”, em seu país, poderia, talvez, ser uma investigação distante dos interesses norte - americanos.

Em todas as épocas da História o homem tem se lançado ao mar em busca de participação dos bens da terra e também dos tesouros de longínquos continentes. Por definição, todo povo que tem acesso à costa, por mais insignificante que seja, contanto que disponha de portos atualizáveis e de águas navegáveis, pode, em princípio, ter participação no tráfico marítimo mundial.

O que tem preservado os EUA como uma democracia é o direito constitucional do cidadão possuir armas, e a existência de uma Guarda Nacional em cada estado, o que é na realidade um pequeno exército estadual.

Para o editorial da revista britânica The Economist, editado nesta semana de agosto de 2009, os EUA cobram uma modificação da postura do governo brasileiro em relação a dois países:Venezuela e Cuba.A Revista critica a ausência de denúncia, por parte do governo brasileiro, do uso do antiamericanismo na América Latina “como um pretexto para o autoritarismo," numa referência  implícita  ao presidente Hugo Chávez .

A competitividade internacional das produções dos países depende de tecnologia empregada aos processos produtivos. A capacidade de aplicar conhecimento na inovação de bens e mercadorias permite que países detentores de tecnologia de ponta alcancem nível de desenvolvimento econômico elevado, dadas as vantagens comparativas. A criação de regime internacional de proteção à propriedade intelectual possibilita, por sua vez, que os líderes em inovação preservem tanto a competitividade externa quanto dificultem a ascensão de novos concorrentes nos setores mais competitivos em disputa nos terceiros mercados.

Pagina 1 de 3